Bragança, 01 jun 2018 (Ecclesia) – A Diocese de Bragança-Miranda anunciou o falecimento do cónego Adérito Augusto Custódio, de 85 anos.

Hoje, pelas 21h00, será celebrada uma Eucaristia na cripta da Catedral de Bragança, a que preside o bispo diocesano, D. José Cordeiro; a celebração das exéquias está prevista para este sábado, pelas 14h00, também na Catedral.

Natural da freguesia de Vinhas, no concelho de Macedo de Cavaleiros, o falecido sacerdote foi ordenado presbítero em 27 de julho de 1958, por D. Abílio Vaz das Neves.

O padre Adérito Augusto Custódio  foi pároco das comunidades de Parâmio, Mofreita e Dine, entre 1958 e 1967, também exerceu funções pastorais no concelho de Vimioso, entre 1967 e 1982; foi vice-presidente da Escola Preparatória de S. Vicente, secretário da Santa Casa da Misericórdia e vereador da cultura da Câmara Municipal de Vimioso.

Durante 27 anos foi arcipreste de Vimioso e Bragança e em 1983 foi nomeado Pároco do Vicariato de S. Francisco de Assis, na cidade de Bragança, que se viria a tornar na Paróquia de S. Bento e S. Francisco; foi diretor espiritual da comunidade das Doroteias, do Colégio do Sagrado Coração de Jesus, do Apostolado da Oração e dos Cursos de Cristandade.

A Diocese de Bragança-Miranda recorda, em comunicado enviado à Agência ECCLESIA que o falecido sacerdote “fundou o Agrupamento 786 do Corpo Nacional de Escutas e exerceu os cargos de Presidente e vice-presidente da Casa do Clero, paroquiando também as comunidades de Castrelos e Conlelas, em Bragança”.

Em 2008 foi distinguido com a Medalha de Mérito do Município de Bragança pelo seu trabalho no âmbito da solidariedade social, ligado ao Centro Social Paroquial de S. Bento e S. Francisco no centro histórico da cidade.

OC

Partilhar:
Share