Secretariado Nacional das Comunicações Sociais vai distinguir jornal com o Prémio «Manuel Falcão»

Braga, 15 abr 2019 (Eceelsia) – O jornal ‘Diário do Minho’, da Arquidiocese de Braga, completa hoje 100 anos de existência, assumindo o desejo de superar os “constrangimentos” que afetam atualmente a comunicação social.

“O Diário do Minho celebra hoje o seu primeiro centenário. Uma idade que não está acessível a todos. Mas quando acontece, é motivo de júbilo. E ainda mais se pensarmos que a vitória sabe sempre melhor se nada tiver de fácil”, refere o diretor de informação da publicação, Damião Pereira, em editorial publicado por ocasião deste 100.º aniversário.

O responsável sustenta que o “segredo” para este centenário é a aposta na proximidade, com abertura ao “pluralismo e à diversidade de opiniões”, projetando a necessidade de, no futuro, promover a adaptação “aos novos desafios digitais”

“Temos mais cem anos pela frente. E aqui, atrevo-me a citar um outro ex-diretor, o Cónego João Aguiar Campos, na edição dos 80 anos do nosso Jornal: «Quem quiser fazer caminho, venha daí!»”.

Damião Pereira admite que o ‘Diário do Minho’ enfrenta “grandes constrangimentos”, com diminuição de vendas, assinaturas e contratos publicitários, mas assume a intenção de lutar contra esta tendência, dando como exemplo o aparecimento da revista “Minha”, em dezembro de 2018.

“A sustentabilidade do Diário do Minho passa, contudo, na sua maior parte, pelo sucesso da Gráfica da empresa, que imprime cerca de 130 jornais regionais, além de livros, revistas, catálogos”, precisa.

Assinalando este centenário, o Secretariado Nacional das Comunicações Sociais (SNCS) saúda um “projeto de grande relevância no setor dos media”,  por “manter bem vivo o dinamismo editorial”.

“A permanência de uma edição impressa diária é, sem dúvida, para valorizar. Acreditamos que um título forte e de referência é sempre uma grande mais-valia  para pessoas e instituições, sobretudo quando têm na sua missão o dever de passar, de geração em geração, uma Boa Nova, como acontece com a Igreja Católica, nomeadamente na Arquidiocese de Braga”, assinala a mensagem, assinada por D. Américo Aguiar, bispo auxiliar de Lisboa e diretor do SNCS.

O responsável anuncia que o ‘Diário do Minho’ vai receber, a título honorífico, o “Prémio de Jornalismo Dom Manuel Falcão”, a entregar por ocasião do próximo Dia Mundial das Comunicações Sociais (2 de junho).

Este galardão, criado para premiar trabalhos jornalísticos, foi já entregue, também a título honorífico aos cónego João Aguiar Campos, com um percurso de vida ligado ao jornal agora centenário, e ao cónego António Rego, pelo trabalho que ambos realizaram neste Secretariado Nacional das Comunicações Sociais.

Em dezembro de 2018, o jornal de inspiração cristã ‘Diário do Minho’ recebeu, da autarquia de Braga, a Medalha de Mérito Municipal Grau Ouro, pelo contributo prestado à cidade e à região minhota.

OC

Notícia atualizada às 17h00

Partilhar:
Share