Bispo auxiliar presidiu à procissão e Missa que assinalaram X Encontro Mundial das Famílias

Foto: Diário do Minho

Braga, 27 jun 2022 (Ecclesia) – D. Nuno Almeida, bispo auxiliar de Braga, presidiu este à procissão e Missa, no Santuário do Sameiro, que assinalaram o X Encontro Mundial das Famílias (EMF), alertando para os desafios colocados pela “cultura do provisório”.

“A vocação ao matrimónio não se refere a relacionamentos fugazes, que se ligam e desligam, mas a relacionamentos fundados sobre a estabilidade, a fidelidade e a indissolubilidade. Constatamos como tudo isto está em contradição com a cultura atual alicerçada sobre a desconstrução, a instabilidade e fundada na cultura do provisório”, referiu o responsável, numa intervenção citada pelo ‘Diário do Minho’.

A iniciativa foi organizada pelo Departamento Arquidiocesano da Pastoral Familiar e incluiu a bênção de casais a celebrar as bodas matrimoniais, com a participação de centenas de famílias.

No início da celebração foi lida uma mensagem do arcebispo primaz, D. José Cordeiro, que saudou as famílias presentes no encontro e, em particular, os casais que celebravam bodas matrimoniais.

Na procissão, a imagem peregrina da Senhora do Sameiro tocou na parte superior da entrada da Cripta e caiu, acabando por se desfazer.

O X Encontro Mundial das Famílias decorreu entre 22 e 26 de junho, de uma forma “multicêntrica e generalizada”, em Roma e nas várias dioceses dos cinco continentes, após ter sido adiado por um ano, devido à pandemia de Covid-19.

OC

Partilhar:
Share