Arcebispo de Braga destaca esforço na construção de um mundo melhor

Foto: Diocese de Bragança-Miranda (Arquivo)

Braga, 31 dez 2022 (Ecclesia) – O arcebispo de Braga recorda o Papa emérito Bento XVI, falecido hoje, pelo seu trabalho na relação entre fé e razão.

“O Papa Bento XVI deixa-nos um legado que nos desafia a alargar a racionalidade, isto é, à harmonia da fé e da razão na construção de um mundo melhor”, escreve D. José Cordeiro, numa nota divulgada online.

O responsável católico recordou que, como comentador convidado da RTP, acompanhou as exéquias de São João Paulo II e a eleição de Joseph Ratzinger, em 2005.

D. José Cordeiro sublinha a forma como o Papa alemão destacou o mistério da fé da Igreja lembrando que, no centro, está “o encontro com um acontecimento, com uma Pessoa que dá à vida um novo horizonte e com isso a orientação decisiva”.

O responsável português recorda a forma como Bento XVI alertava para que a humanidade não perca “a experiência de Deus” pois ela é essencial para “o caminho do homem”.

A prova é, para D. José Cordeiro” a desumanidade que surge quando o homem se afasta de Deus.

“O perigo do mundo ocidental para falar somente dele é que o homem hoje, precisamente à vista da grandeza do seu saber e do seu poder, desista diante da questão da verdade; significando isto ao mesmo tempo que, no fim de contas, a razão cede face à pressão dos interesses e à atração da utilidade, obrigada a reconhecê-la como critério derradeiro”, aponta.

OC

Partilhar:
Share