«Peçamos a Santa Joana Princesa pelos nossos jovens» – D. António Moiteiro

Aveiro, 13 mai 2019 (Ecclesia) – O bispo de Aveiro presidiu à solenidade de Santa Joana Princesa, padroeira da diocese, que apresentou como “modelo de vocação de consagração”, rezando para que os jovens “sejam generosos”.

“Peçamos a Santa Joana Princesa pelos nossos jovens, que sejam generosos na descoberta do sentido para a sua vida, não tenham medo de seguir Jesus e tenham a fortaleza necessária para fazerem opções que os realizem pessoalmente e façam felizes e os outros”, disse D. António Moiteiro, este domingo.

Na Eucaristia a que presidiu, o bispo diocesano afirmou que “viver é sempre responder a um chamamento divino” e explicou que Deus ao longo da história foi chamando “nas mais variadas circunstâncias”, como aconteceu com a Princesa Joana de Portugal que estava “no paço real de Lisboa”.

“Olhamos hoje para Santa Joana Princesa e nela descobrimos a força da vocação e o desejo de ser toda de Deus, porque, como diz a Crónica/Memorial do convento, «crescia nesta excelente infanta e singular princesa um grande fervor, amor divinal do reino e glória eternal»”, assinalou.

Aos acólitos da diocese, que estavam reunidos num dia de encontro e formação, o bispo destacou que a padroeira também “foi jovem como muitos” e ouviu o chamamento “a ser amiga e discípula de Jesus e procurou ser fiel a esse chamamento”.

A Solenidade de Santa Joana Princesa este ano celebrou-se no último dia da Semana de Oração pelas Vocações, que teve como tema ‘A coragem de arriscar pela promessa de Deus’.

D. António Moiteiro assinalou que “arriscar” segundo o projeto de Deus “é entregar a vida ao serviço do Evangelho e ajudar a que todos tenham «vida e a tenham em abundância»”, na homilia publicada no sítio online da Diocese de Aveiro.

Princesa da Casa de Avis, Joana (1452-1490), a filha de el-rei D. Afonso V e da rainha D. Isabel deixou Lisboa e a Corte aos 23 anos, em 1472, para se dedicar à vida claustral; a beata foi religiosa de clausura no Mosteiro de Jesus das dominicanas, tendo falecido em 12 de maio de 1490.

A 25 de junho 2017, o bispo de Aveiro deu posse aos membros do tribunal para dar início à fase diocesana do Processo de Canonização da Beata Joana, por indicação do Vaticano,

Tendo em conta a devoção que inspirou no povo, foi beatificada em 1693 pelo Papa Inocêncio XII.

CB/OC

Partilhar:
Share