D. António Moiteiro destaca resposta definitiva oferecida pela ressurreição de Jesus face à questão da morte

Aveiro, 01 abr 2018 (Ecclesia) – O bispo de Aveiro disse na última noite, durante a celebração da Vigília Pascal, que os católicos são chamados a “partilhar o sentido e a alegria da vida” que nasce da sua fé na ressurreição.

“A ressurreição de Jesus acontece no terceiro dia e com esta expressão queremos indicar que se trata de uma Ressurreição do final dos tempos, transcendente e para toda a humanidade”, precisou, na homilia da Missa a que presidiu na Sé aveirense.

O responsável recordou que as primeiras testemunhas da ressurreição experimentaram uma “alegria inefável” e, “cheias de entusiasmo, correram para comunicar a notícia aos discípulos”.

“Esta é a mensagem que os cristãos estão chamados a difundir”, acrescentou.

O bispo de Aveiro destacou que hoje, os católicos encontram e seguem Jesus, “de um modo especial nos pobres, aflitos e enfermos”.

D. António Moiteiro observou ainda que a presença de Cristo Ressuscitado se confronta com as questões sobre o sentido da morte e do depois da morte.

“Jesus tinha dado a resposta nas várias ressurreições realizadas ao longo da sua vida pública, mas agora dá uma resposta definitiva: depois da morte há uma vida sem fim, feliz, para sempre e para todos”, declarou.

OC

Homilia do Bispo de Aveiro na Vigília Pascal

Partilhar:
Share