Foto: Santuário de Fátima

Lisboa, 07 mar 2019 (Ecclesia) – As capelas Imaculada e Cheia de Graça, da Arquidiocese de Braga, e o altar do recinto de oração de Fátima são finalistas dos prémios de arquitetura 2019 do sítio online especializado ‘Archdaily’.

As capelas Imaculada e Cheia de Graça, no Seminário Nossa Senhora da Conceição da Arquidiocese de Braga, foram desenhadas pelo gabinete Cerejeira Fontes Arquitetos, e o presbitério e altar do recinto de oração do Santuário de Fátima são do gabinete Paula Santos Arquitetura (projeto apresentado a 20 março 2015).

O novo presbitério no Recinto de Oração do santuário mariano foi construído para a visita do Papa Francisco, pelo centenário das Aparições em Fátima (12 3 13 de maio 2017), e substituiu o atual altar e estrutura na escadaria, entendidos como provisórios quando foram construídos para receber o Papa São João Paulo II em 1982, são uma obra do arquiteto Erich Corsépius.

As obras portuguesas são finalistas na categoria Arquitetura Religiosa do prémio ArchDaily onde concorrem com mais três projetos: um crematório na Bélgica, uma capela na Eslovénia e um templo na Índia.

O sítio especializado ‘Archdaily’, que promove o prémio internacional de arquitetura, tem a decorrer as votações online até às 17h00 (de Lisboa) de 11 de março; os resultados são divulgados no dia seguinte.

A organização assinala que com este prémio pede aos leitores que partilhem “a responsabilidade” de “reconhecer e escolher” os projetos que “causaram impacto”.

A capela Árvore da Vida, da Arquidiocese de Braga, do gabinete Cerejeira Fontes, venceu o prémio ArchDaily 2011, na categoria edifício religioso.

CB

Partilhar:
Share