Administrador diocesano de Angra escreveu uma carta de despedida ao clero dos Açores

Foto Agência ECCLESIA, D. João Lavrador

Angra do Heroísmo, Açores, 01 out 2021 (Ecclesia) – D. João Lavrador, administrador diocesano de Angra, escreveu uma carta de despedida ao clero dos Açores onde afirma que todo o trabalho pastoral “teve a sua marca de amizade, colaboração, estímulo e testemunho”.

“Todo o trabalho pastoral teve a sua marca de amizade, colaboração, estímulo e testemunho de pastor nas comunidades cristãs que lhe estão confiadas”, assinala o bispo eleito de Viana do Castelo, divulga o portal ‘Igreja Açores’.

O 39º bispo de Angra, nomeado para a Diocese de Viana do Castelo, na carta de despedida ao clero açoriano afirma parte “mais rico de cultura, de humanidade, de experiência cristã, de comunhão e de amizade”.

D. João Lavrador foi nomeado pelo Papa Francisco como bispo de Viana do Castelo, a 21 de setembro de 2021, depois de ter estado seis anos à frente da Diocese de Angra.

“Foi, sem dúvida, com enorme surpresa que recebi esta notícia, mas também com confiança, forte interpelação à desinstalação e a renovar o que de mais profundo na vida sacerdotal nos identifica com Jesus Cristo”, refere.

O administrador de Angra pede aos sacerdotes que apresentem aos diocesanos “uma palavra de saudação e de agradecimento” pela sua colaboração, comunhão eclesial e participação na missão da Igreja, e lembra que estão “todos empenhados” na caminhada sinodal.

“Este projeto pastoral, hoje exigido pela Igreja universal, deve continuar a merecer todo o empenho da Igreja diocesana, nomeadamente do clero no futuro”, acrescenta, informa o sítio online ‘Igreja Açores’.

D. João Lavrador vai deixar o arquipélago açoriano no dia 27 de novembro, quando toma na Diocese de Viana do Castelo, às 12h00, no Centro Pastoral Paulo VI; A entrada solene na Sé de Viana celebrar-se-á no dia seguinte, às 15h30.

CB/PR

Partilhar:
Share