Padre Pedro Carvalho une dois coros paroquiais da ilha do Pico e é o diretor musical da iniciativa 

Pico, Açores, 21 nov 2022 (Ecclesia) – O padre Pedro Carvalho, pároco de São João e São Caetano, na ilha do Pico, diocese de Angra, disse à Agência ECCLESIA que vai ser o maestro de um concerto de Advento para “unir a música erudita à música tradicional de Natal”, uma “iniciativa baseada na pastoral comunitária”.

“A iniciativa é baseada na pastoral comunitária, sou pároco de duas paróquias que pertencem a concelhos diferentes, tive oportunidade de vir para cá durante a pandemia, e isso permitiu-me conhecer as pessoas e a cultura de maneira diferente e descobri que era uma freguesia que tinha sido ligada à música e à literatura clássica, algo perdido ao longo dos anos”, conta o sacerdote.

Natural da ilha de São Miguel, o padre Pedro Carvalho estudou no Conservatório, tem formação em flauta transversal e piano, recentemente também em composição, e a união dos coros paroquiais foi sendo uma realidade, em duas partes. 

“Este concerto de Advento surge como uma segunda parte de um intercâmbio dos coros paroquiais, a primeira parte foi uma via sacra em que ensaiei os dois coros e convidei alguns colegas do conservatório, juntámos amadores com profissionais”, recorda. 

O sacerdote de 27 anos destaca que “esta iniciativa que é comum em São Miguel, em Lisboa ou no Porto, aqui no Pico não é”.

O concerto “À Luz do Advento” vai acontecer no dia 26 de novembro, pelas 20h00, na Igreja de São João Baptista, na ilha do Pico, e, segundo o sacerdote, “vai ser um serão para unir a música clássica à música tradicional de Natal”, incluindo declamação de poemas natalícios de Sophia de Mello Breyner Andresen, Natália Correia e Vitorino Nemésio.

“O concerto é um convite a fazer uma viagem pelo Advento até ao dia de Natal, como preparação e meditação interior para culminar no nascimento, através da música, arte e estética”, revela o entrevistado. 

O padre Pedro Carvalho referiu ainda que “não sendo fácil ensaiar os coros, compostos por pessoas com mais de 50 anos” tem sido um desafio trazer para estas paróquias rurais a descoberta da música erudita.

“Interessa-me que as pessoas levem para casa uma mensagem ou parte de refrão ou versículo, ou a luz vermelha ou roxa que fez sentido, porque a estética é incrivelmente importante para os dias de hoje, porque as pessoas precisam de questionar as razões porque fizemos daquela forma, agregar as comunidades e o Advento é esta vivência comunitária que caminha para o nascimento de Jesus”, partilha.

A entrevista integra o programa de rádio Ecclesia, próximo sábado, na Antena 1 da rádio pública, pelas 06h00, depois disponível online e em podcast.

SN

Partilhar:
Share