D. João Lavrador desafia jovens «a dar espaço nas suas vidas a Jesus Cristo»

Angra do Heroísmo, Açores, 26 mai 2021 (Ecclesia) – O bispo de Angra vai presidir a 27 de junho à ordenação de três sacerdotes, formados no Seminário Maior local, afirmando que esta celebração é motivo de festa para a diocese açoriana.

“Este facto deve despertar a alegria de todos os diocesanos que reconhecem a generosidade dos jovens que, escutando o apelo de Jesus de Nazaré, Lhe respondem com confiança e audácia”, escreveu D. João Lavrador, numa nota pastoral a propósito da celebração de ordenações sacerdotais na diocese.

O bispo de Angra convoca todos os jovens da diocese a “lançar o olhar em Jesus Cristo”, a deixar-se “fascinar pela sua beleza e ternura” e a responder ao chamamento que “desperta em cada um”, recordando o apelo do Papa São João Paulo II aos jovens açorianos, durante a passagem pelo arquipélago, a 11 de maio de 1991.

“Convido todos os jovens a libertarem os sonhos que levam dentro de si, a darem espaço nas suas vidas a Jesus Cristo e com força e coragem, própria dos jovens, deixarem-se abraçar pela ternura de Jesus de Nazaré que chama e envia para tornarem presente neste mundo a Boa Noticia que se experimenta na comunhão com Cristo”, acrescentou, lembrando que estão em caminhada sinodal e “comprometidos” na preparação da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) que Lisboa vai acolher no verão de 2023.

Na nota pastoral, divulgada pelo portal diocesano ‘Igreja Açores’, D. João Lavrador considera que a ordenação sacerdotal é um desafio ao “compromisso de todos os cristãos” – sobretudo as famílias, as comunidades cristãs e os padres -, a reconhecerem que o “objetivo principal de toda a ação evangelizadora” se manifesta na descoberta vocacional de cada batizado “perante a interpelação” de Jesus Cristo e da missão para a qual é enviado.

A comunidade cristã e cada batizado “não poderão ficar em meros espetadores”, perante a celebração “tão significativa e profunda” de uma ordenação sacerdotal, e “devem reconhecer” que este acontecimento “deve envolver a todos” e comprometer “na missão evangelizadora da Igreja no mundo”, indica o responsável.

Os futuros sacerdotes são António Manuel Machado Santos, natural e residente na Paróquia de Sant`Ana, Furnas, ilha de São Miguel; João Miguel Medeiros Silva, natural e residente na Paróquia de Mosteiros, ilha de São Miguel; Jorge Gabriel Pinheiro Sousa, natural e residente na Paróquia de Nossa Senhora da Piedade, Ponta Garça, ilha de São Miguel.

Os finalistas do 6.º ano do Seminário Episcopal de Angra foram ordenados diáconos no dia 8 de dezembro de 2020, no Santuário de Nossa Senhora da Conceição.

“Acompanhemos os novos sacerdotes com a nossa oração e deixemo-nos cativar pelo seu testemunho de entrega ao Senhor para servir o Povo Santo de Deus”, concluiu D. João Lavrador.

O bispo de Angra vai presidir à ordenação presbiteral no dia 27 de junho, na igreja de São José, em Ponta Delgada, e a celebração é reservada à família e convidados, por causa das restrições impostas pela pandemia, informa o sítio online ‘Igreja Açores’.

CB/OC

Partilhar:
Share