Faro, 28 out 2019 (Ecclesia) – A Congregação do Santíssimo Redentor (Redentoristas) vai assinalar 50 anos de serviço em Lagos, na Diocese do Algarve, com três dias de celebração, de 8 a 10 de novembro, com a presença do bispo diocesano.

Na informação enviada à Agência ECCLESIA, o jornal diocesano ‘Folha de Domingo’ adianta que o “50º aniversário da caminhada do povo com os Missionários Redentoristas” começa com uma “vigília de oração com os santos” da congregação, pelas 21h00, de 8 de novembro, na igreja de Santa Maria de Lagos.

No dia seguinte promovem a primeira ‘Caminhada do Redentor’, a partir das 15h00, depois tem lugar o “Convívio das Comunidades e Família da Catequese da Zona Pastoral de Lagos”, pelas 16h30, e às 21h00 começa um concerto.

O bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, associa-se ao último dia da festa e preside à Eucaristia, que começa às 10h30.

Este domingo, Dia do Município de Lagos e do seu padroeiro São Gonçalo de Lagos, a câmara municipal distinguiu a ‘Missão dos Padres Redentoristas’ com a Medalha de Mérito Municipal – Grau Ouro, “pela dedicação e altruísmo depositados em todo o trabalho desenvolvido a favor da comunidade”.

O superior provincial do Missionários Redentoristas em Portugal afirmou que a condecoração era recebida pelos religiosos como “um momento de compromisso”, quando a congregação no mundo todo, mas em particular no sul da Europa, “está num processo de reestruturação para pensar e discernir as suas presenças”.

“A casa no Algarve é uma casa da qual nós não abdicamos. É para nós claro que Lagos é um sítio onde temos de estar e queremos, no que nos é possível, qualificar ainda mais a nossa presença”, disse o padre Rui Santiago, assumindo “um compromisso futuro”, informa o ‘Folha de Domingo’.

O bispo diocesano, D. Manuel Quintas, considerou a homenagem “muito merecida” e assinalou que cada sacerdote Redentorista que passou na comunidade “deixou a sua marca e constituíram um grande enriquecimento seja para o município de Lagos, seja para a Diocese do Algarve”.

A comunidade Redentorista, que vai comemorar os 50 anos da congregação em Lagos, é composta pelos padres Abílio Almeida, António Ferreira, que fez parte do grupo fundador, Silvério Rato e Eugeniusz Fasuga.

Durante este ano pastoral 2019/2020, os missionários estão também a promover encontros mensais de formação, sempre pelas 21h00, até 21 de maio, na igreja de Nossa Senhora do Carmo, em Lagos.

Em Portugal existem sete comunidades da Congregação do Santíssimo Redentor, na Diocese do Algarve foi fundada em Lagos, em 1969 e, atualmente, é responsável pelo trabalho pastoral nas paróquias de Barão de São João, Barão de São Miguel, Bensafrim, Luz de Lagos, Odiáxere, Santa Maria, São Sebastião no concelho de Lagos e de Budens no Concelho de Vila do Bispo.

CB

Partilhar:
Share