Cidade do Vaticano, 29 out 2019 (Ecclesia) – O Papa destacou hoje no Vaticano a importância da esperança na vida cristã, afirmando que o crente é alguém em “tensão para outra margem”.

Na homilia da Missa a que presidiu na Capela da Casa de Santa Marta, Francisco alertou para o perigo de transformar a fé numa “doutrina filosófica”, quando perde de vista o “encontro com o Senhor”.

“A esperança é este viver em tensão, sempre; saber que não podemos fazer o ninho aqui: a vida do cristão é ‘em tensão para’. Se um cristão perde esta perspetiva, a sua vida torna-se estática – as coisas que não se movem, corrompem-se”, declarou.

A esperança, acrescentou o Papa, “é a mais humilde das virtudes”, que “somente os pobres podem ter”.

“Que o Senhor nos dê, a todos nós, esta graça de viver em tensão – mas não para os nervos, os problemas, não -, em tensão pelo Espírito Santo que nos lança para a outra margem e nos mantém na esperança”, concluiu.

OC

Partilhar:
Share