Mais de 120 cursistas peregrinaram ao Santuário de Nossa Senhora da Piedade, em Loulé

Loulé, Faro, 03 fev 2014 (Ecclesia) – O Movimento dos Cursos de Cristandade (MCC) do Algarve assinalou o 50º aniversário este sábado com uma peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora da Piedade, em Loulé, que juntou cerca de 120 cursistas da região.

 “São momentos de muita alegria e muito emocionantes para quem vive o movimento a cem por cento, queremos ver se estes 50 anos vão poder servir de rampa de lançamento para outros que possam vir”, explicou ao jornal Folha do Domingo, Isilda Delfino, presidente do secretariado diocesano do MCC.

O primeiro cursilho em Portugal realizou-se em 29 de novembro de 1960 e no Algarve ocorreu a 18 de março de 1964, um momento que foi recordado este sábado no Santuário de Nossa Senhora da Piedade, popularmente evocada como Mãe Soberana.

A peregrinação teve início junto à igreja de São Sebastião em Loulé e foi presidida pelo padre Rui Guerreiro, assistente diocesano do MCC, sendo que ao longo do percurso, os cursistas “cantaram, rezaram e realizaram ainda uma via-sacra que teve início na calçada que dá acesso pedonal ao santuário mariano, tendo sido depois celebrada uma missa na igreja de Nossa Senhora da Piedade”, refere o jornal algarvio.

No balanço deste meio século de presença no Algarve, Isilda Delfino considera que o MCC ajudou bastante a diocese estando por isso “de parabéns porque já se nota um grupo que dinamiza a diocese, quando olhamos para as paróquias ou movimentos vemos os cursistas lá empenhados”.

“Qualquer homem ou qualquer mulher que passe por um curso de cristandade fica marcado, uma vez que uma das suas principais caraterísticas é fazer nascer em cada ser humano um novo ardor apostólico”, sublinhou a presidente do secretariado diocesano do MCC, em entrevista ao jornal regional Folha do Domingo.

O MCC no Algarve conta atualmente com mais de 2000 cursistas divididos em núcleos pela diocese como é o caso de Alcantarilha, Boliqueime, Faro, Ferreiras, Fuseta, Lagos, Paderne, Tavira e Vila Real de Santo António e Sagres.

O MCC é um movimento de leigos da Igreja Católica que propõe uma vivência de vida segundo os fundamentos da fé, sendo que depois da participação num curso ou cursilho de três dias e meio, os fiéis são convidados a continuarem a caminhar em grupo, nas comunidades, realizando encontros onde partilham as suas experiências de fé.

 

FD/MD

Partilhar:
Share