Faro, 20 abr 2019 (Ecclesia) – D. Manuel Quintas presidiu à procissão do Enterro do Senhor, pelas principais ruas de Faro, e exortou a viver aquela manifestação com «devoção e fé para uma melhor vivência da Páscoa».

Antes da saída da procissão, que contou também com a participação dos párocos da cidade, D. Manuel Quintas exortou a vivê-la “com devoção e fé, interiorizando tudo aquilo que ela sugere para uma melhor vivência desta Páscoa”.

Na igreja da Misericórdia o prelado lembrou ainda que a celebração do mistério da Páscoa de Cristo “não termina com a sua morte porque a ela se seguiu a sua ressurreição, garantia também da ressurreição de cada cristão”, disse.

As ruas estavam perfumadas do rosmaninho que lhe serviu de tapete, e a procissão voltou a contar com a participação do Coro de Câmara da Sé, sob a direção do maestro Rui Jerónimo, que interpretou alguns trechos de música sacra relativos à morte de Jesus.

A procissão contou ainda com o acompanhamento da banda da Sociedade Filarmónica Lacobrigense 1º de Maio, autoridades civis e militares, as Ordens Terceiras de Nossa Senhora do Monte do Carmo e Franciscana Secular, a Irmandade da Misericórdia, os Bombeiros Sapadores de Faro, o Moto Clube de Faro, os grupos de jovens católicos da cidade, os agrupamentos do Corpo Nacional de Escutas, os grupos dos Escoteiros de Portugal e a companhia da Associação de Guias de Portugal, entre outras entidades e instituições, como confirma o jornal a Folha do Domingo.

SN

Partilhar:
Share