Festas ao Senhor Santo Cristo prolongam-se até 26 de maio

Foto: Igreja Açores

Ponta Delgada, 21 mai 2022 (Ecclesia) – O cardeal José Tolentino Mendonça presidiu à missa dos doentes, a primeira grande celebração da Festa do Senhor Santo Cristo dos Milagres, veio como um “romeiro” e desafiou a transformar a experiência da doença num “lugar cristão de intimidade com o Senhor”.

“Nos momentos de doença e de sofrimento, olhamos para Jesus e entendemos o seu sofrimento; olhamos para a cruz e ela é mais clara na nossa vida, olhamos para a imagem do senhor Santo Cristo e entendemos aqueles símbolos todos” disse.

O cardeal desafiou os doentes a transformarem a experiência da doença, “que é um mal não desejado, num lugar cristão de intimidade com o Senhor”, cientes de que “Sua força e o seu poder são sempre superiores à nossa fragilidade e ao nosso medo”.

“Sabemos bem como pode ser a alavanca da fé num momento de sofrimento”, explicou sublinhando o “momento especial de comunhão” com Deus, na doença.

D. José Tolentino pediu confiança no “momento da fragilidade, da doença e do sofrimento” e referiu que “a oração de um doente tem muita força” porque se trata de “pedir o milagre que é Deus nas nossas vidas, é pedir a presença do próprio Cristo”, acrescentou.

“Queridos doentes senti verdadeiramente que estais a dar frutos. Podereis não ver, mas o que deixais é um tesouro, algo que toca o coração”, disse.

A primeira celebração da festa marca a presença de D. Tolentino Mendonça, onde está pela primeira vez, mas disse que é uma devoção presente desde a sua infância, pela sua proveniência de uma família madeirense ligada ao mar.

“Desde miúdo vi rezar ao Santo Cristo, envolvido sempre numa grande devoção. Quando recebi o convite por parte do senhor reitor [do Santuário da Esperança] e da Igreja açoriana para estar aqui presente senti-me como um romeiro que vem agradecer e reconhecer o papel do Senhor Santo Cristo no percurso das nossas vidas. É com emoção e carinho que vivo esta oportunidade”.

Durante a sua deslocação aos Açores para a safra do atum, os pescadores madeirenses adquiriam os oratórios do Santo Cristo no seu regresso à Madeira, o que aconteceu na sua família.

Este sábado pelas 17h45 haverá a alocução do Cardeal D. José Tolentino Mendonça, mantendo-se a Imagem no adro, até às 22h00, altura em que seguirá de novo, para a segunda noite de vigília em São José.

A procissão e a alocução do prelado madeirense podem ser seguidas em direto nas redes sociais da diocese.

Foto Eduardo Costa/Lusa, Festas do Santo Cristo dos Milagres, em Ponta Delgada

SN

Partilhar:
Share