Bispo pede «empenho e determinação» no combate à pandemia

Foto: Diocese de Viseu

Viseu, 16 jan 2021 (Ecclesia) – O bispo de Viseu publicou orientações pastorais para o tempo de confinamento que Portugal vive desde o dia 15, e apelou a “empenho e determinação” no combate à pandemia.

“Conscientes do agravamento da situação pandémica atual, queremos continuar a alimentar a esperança, cooperando na solução do problema sanitário, com sentido de responsabilidade social. Com todo o empenho e determinação, somos chamados a fazer o que estiver ao nosso alcance para que a celebração da fé não seja um obstáculo, mas uma ajuda”, escreveu D. António Luciano num texto publicado no site da diocese de Viseu.

O responsável indica que as celebração da Eucaristia “vão continuar”, devendo ser adaptadas à realidade da diocese, conforme o Bispo de Viseu determinou em maio de 2020, no documento «Alimentar a Esperança na Corresponsabilidade».

Seguindo indicações de um comunicado da Conferência Episcopal Portuguesa, a diocese de Viseu determina estarem “adiadas” as celebrações de “batismos, crismas e matrimónios”, até “momento mais oportuno quando a situação sanitária o permitir”.

“A catequese continuará em regime presencial onde for possível observar as exigências sanitárias; de contrário, pode ser por via digital ou cancelada. Recomendamos ainda que outras atividades pastorais se realizem de modo digital ou sejam adiadas”, lembra D. António Luciano.

A celebração das exéquias, devem ser feitas “exclusivamente no cemitério, com o melhor cuidado pastoral”; o bispo de Viseu pede ainda que os familiares e pessoas em luto sejam alvo de “cuidado”.

“Pelo bem maior que é a saúde pública, algumas atividades podem ser adiadas ou suspensas, depois de feito o conveniente discernimento”, solicita.

D. António Luciano alerta para a necessária “prudência”, “contribuindo para o bem comum” e “num compromisso solidário com o esforço de todos”, apelando ainda à “esperança” e confiança “em Deus”.

LS

Partilhar:
Share