Comunicado deixa orientações para novo confinamento

Castelo Branco, 16 jan 2021 (Ecclesia) – As paróquias da cidade de Castelo Branco decidiram “suspender” a celebração das eucaristias, durante a semana e enquanto durar o confinamento em Portugal, e dizem que apesar de ser permitido, “nem tudo é conveniente”.

“Depois de avaliarem a atual situação nas paróquias da cidade de Castelo Branco, as equipas pastorais que as servem decidiram suspender, pelo período que durar o confinamento, as celebrações eucarísticas com participação do Povo de Deus, de 2ª a 6ª feira, com efeito a partir de dia 18”, pode ler-se num comunicado das paróquias, disponível no jornal «Reconquista».

Os responsáveis indicam que apesar de o estado de emergência “não impor restrições às celebrações religiosas” entendem ser esta a forma de “colaborar, de forma ativa, no combate à pandemia”.

As paróquias vão continuar com as celebrações “dominicais e vespertinas) com a presença de fiéis”, “conscientes dos riscos que tentamos reduzir ao mínimo com o cumprimento escrupuloso do determinado pela Direção Geral de Saúde (DGS) e pela Conferência Episcopal Portuguesa (CEP)”.

“Com a dor que esta medida nos provoca e que, antecipamos, provocará ao povo de Deus que por nós é servido, e pedindo desculpa pelos incómodos e transtornos que esta medida acarrete, acreditamos estar a dar o contributo possível para que juntos, como comunidade humana, ultrapassemos as tormentas a que somos sujeitos”, sublinha o comunicado.

A celebração das exéquias vão continuar a acontecer “apenas no cemitério”, e os padres das paróquias da cidade de Castelo Branco indicam que, “em privado”, continuarão a celebrar, tendo “presente as intenções” particulares e indicadas previamente.

“Quando for tecnicamente possível tentaremos transmitir a eucaristia pelos meios habituais”, indicam.

LS

Partilhar:
Share