«Esta é já uma celebração em verdadeiro espírito natalício» – D. António Augusto Azevedo

Foto Diocese de Vila Real

Vila Real, 19 dez 2019 (Ecclesia) – O bispo de Vila Real presidiu à Eucaristia de acolhimento e partilha da “chama” da ‘Luz da Paz de Belém’, com “centenas de jovens” que, esta quarta-feira, “encheram” a Sé.

“Esta é já uma celebração em verdadeiro espírito natalício. No Natal celebramos já aquela Luz única, especial, desejada e esperada que nasceu em Belém. Esta Luz continua a brilhar hoje nas comunidades cristãs”, disse D. António Augusto Azevedo na homilia.

Na informação enviada hoje à Agência ECCLESIA, pela Diocese de Vila Real, o seu bispo afirmou que ao contemplar o mistério do presépio contemplam “este Sinal Admirável, esta Luz tão desejada por um povo que se sentia nas trevas”.

“O Natal foi possível devido ao Sim de Maria, depois de tantas dúvidas, e ao acolhimento de José, depois de tanta incompreensão, que aceitou o desafio que Deus colocou na sua vida”, explicou.

O bispo de Vila Real assinalou aos diocesanos que, por vezes, se podem “sentir, ao estilo de José, momentos de escuridão, momentos sem solução”: “Precisamos que essa Luz brilhe dentro de cada um de nós”.

“Sede pequenos rebentos na vossa realidade paroquial e na vossa família”, pediu D. António Augusto Azevedo a todos – crianças, jovens e adultos – que participaram na celebração, incentivando a que no Dia de Natal tenham um pequeno momento de oração em família.

O bispo de Vila Real já publicou a sua mensagem de Natal onde deseja que seja “a festa da vida e da luz” e defende mais atenção ao “essencial” para a celebração do nascimento de Jesus.

A Luz da Paz de Belém foi partilhada pelos escuteiros ou por alguns grupos de jovens e catequistas para as várias paróquias da Diocese de Vila Real.

‘Serviço, o amor em ação’ é o mote que está a mobilizar mais de 70 mil escuteiros na dinâmica da ‘Luz da Paz de Belém’ que chegou este domingo a Portugal, à igreja de Santa Clara – Diocese de Santarém, vinda da Áustria, depois de recolhida na Gruta da Basílica da Natividade, em Belém por uma criança austríaca.

Esta iniciativa teve início em 1986, pelas mãos da Austrian Broadcasting Company, como parte de uma ação de caridade para ajudar crianças em dificuldades na Áustria e países vizinhos.

Desde 1989 que tem sido concretizada em cooperação entre Escuteiros e Guias de vários países, o que permite que a Luz seja partilhada pela Europa e fora dela, ganhando, assim, um âmbito global.

CB/PR

Partilhar:
Share