Padre João Curralejo sublinha desafio numa «diocese desertificada» e com cada vez menos jovens

Vila Real, 15 nov 2021 (Ecclesia) – A equipa que constitui o Comité Organizador Diocesano de Vila Real para a JMJ 2023 vai ser apresentado este sábado, no âmbito do Dia Diocesano da Juventude.

“Faremos uma vigília, presencial com transmissão online, com representantes de vários arciprestados da diocese, e no início o nosso bispo, D. António Augusto Azevedo, fará a apresentação oficial da equipa do COD (Comité Organizador Local), quisemos associar a esta Jornada da Juventude a nomeação do COD e este dinamismo que estamos a implementar no terreno para preparação da Jornada Mundial da Juventude”, explicou à Agência ECCLESIA o padre João Curralejo, diretor do departamento diocesano de Pastoral da Juventude, Universitária e Vocacional,em Vila Real.

O sacerdote assinalou que este Dia Diocesano da Juventude, na solenidade de Cristo-Rei, tem de ser vivido muito “ao nível paroquial”, porque os jovens são precisos nas suas paróquias.

“Neste dia queríamos que fosse assinalado muito ao nível paroquial, na lógica da JMJ, vividas nas igrejas locais, a nossa diocese não tem muitos jovens, é bastante diversificada e com muita distâncias, e trazer os jovens a uma vigília na Sé com o bispo é um momento mas também não os podemos ocupar em atividades diocesanas porque há muita dificuldade de deslocações e são precisos nas suas paróquias”, refere.

Com o tempo de confinamento o diretor do departamento diocesano de Pastoral da Juventude, Universitária e Vocacional diz que a equipa não parou e até aprendeu “alguma coisa com a dimensão digital”.

“Na dimensão do digital o primeiro desafio que lançámos é fazer um pequeno vídeo para terminar a frase “Ser jovem é”, para depois ser lançado com a participação de todos”, conta.

Ao nível diocesano foi já preparada uma prece, “para que em cada paróquia se reze pelos jovens” e os grupos de catequese foi convidados a ter alguma iniciativa local.

O padre João Curralejo partilhou que “há grupos que se têm vindo a organizar com visitas ao lares da paróquia ou a pessoas que vivem mais sozinhas”.

Numa diocese “desertificada” e com poucos jovens existe um pequeno núcleo ligado aos estudantes universitários, sendo que dois deles integram a equipa do COD.

“Temos pensado nos próximos tempos abrir um pequeno gabinete de atendimento com  o nome JMJ e, estar aberto durante a noite, porque o pólo está fora do centro da cidade, tem de ser um sitio que esteja aberto à noite e durante a semana, para chegarmos a estes jovens”, disse o responsável.

Quanto ao caminho de preparação para a JMJ Lisboa 2023 o sacerdote revela que já estão a acontecer as visitas aos arciprestados e recorda as jornadas onde esteve presente, sentindo a “responsabilidade” de cativar a juventude de Vila Real a viver aqueles dias de grande encontro com o Papa.

O Dia Mundial da Juventude, este ano celebrado em cada diocese na solenidade de Cristo-Rei, a  21 de novembro, por indicação do Papa Francisco, é o mote para os programas de rádio ECCLESIA desta semana, na Antena 1 da rádio pública, de segunda a sexta-feira, pelas 22h45.

SN

Partilhar:
Share