Lisboa, 20 Mai 2020 (ECCLESIA) – O antigo Padre Geral da Companhia de Jesus, Adolfo Nicolás, faleceu hoje, aos 84 anos, em Tóquio, no Japão.

O anúncio foi feito esta manhã pelo atual geral, padre Arturo Sosa, que recorda o antigo responsável pela Companhia de Jesus como um “homem sábio, humilde e livre, dedicado ao serviço total e generoso”, lê-se no site dos jesuítas.

O padre Adolfo Nicolás sj, nasceu a 29 de abril de 1936, em Villamuriel de Cerrato, Palência, Espanha, e em 1953, com 17 anos, entrou no noviciado da Companhia de Jesus, em Aranjuez, uma pequena vila perto de Madrid.

Estudou na Universidade de Alcalá até 1960, data em que viajou para o Japão onde se familiarizou com a língua e culturas japonesas e quatro anos mais tarde entrou na Universidade Sophia, em Tóquio, onde estudou teologia.

Foi ordenado sacerdote no dia 17 de março de 1967.

Nos três anos que se seguiram (1968-1971) estudou na Universidade Gregoriana, em Roma, onde obteve o doutoramento em Teologia e, posteriormente, regressou ao Japão e lecionou teologia sistemática, na Universidade Sophia, durante 30 anos.

No dia 19 de janeiro de 2008, com 71 anos, o padre Adolfo Nicolás foi eleito o trigésimo Superior Geral da Companhia de Jesus.

Ainda nesse ano, esteve em Portugal, de 17 a 19 de agosto, para participar na Assembleia Mundial da Comunidade de Vida Cristã, aproveitando a ocasião para uma breve visita aos jesuítas portugueses, marcada pelo seu sentido pastoral, pela proximidade, atenção e disponibilidade.

Passados seis anos, de 1 a 4 de junho de 2014, fez a sua segunda visita à Província Portuguesa, passando por Lisboa, Coimbra, Porto e Braga.

No final de 2014, convocou a 36.ª Congregação Geral, iniciada a 2 de outubro de 2016, em que foi aceite o seu pedido de renúncia ao cargo de Geral da Companhia de Jesus. Terminado o seu tempo nesta missão, o padre Nicolás regressou ao Japão, onde veio a falecer.

LFS

Partilhar:
Share