15ª etapa da peregrinação pelas dioceses portuguesas decorre até 29 de janeiro

Lisboa, 13 jan 2023 (Ecclesia) – Os símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) estão a peregrinar pela Diocese de Viana do Castelo, desde o final de 2022, na 15ª etapa da sua passagem pelo território português, a caminho do encontro mundial de Lisboa, em agosto.

No dia 6 de janeiro, os Símbolos da JMJ visitaram as paróquias, juntas de freguesia, complexos desportivos e centros paroquiais do Arciprestado de Vila Nova de Cerveira, num dia que terminou com vigília de oração, na Igreja Paroquial de Covas, organizada pelo grupo de jovens interparoquial.

No dia seguinte, que começou com uma arruada pela feira, os Símbolos seguiram até ao Miradouro do Cervo e algumas paróquias de Vila Nova de Cerveira, antes da entrega do ícone de Nossa Senhora ‘Salus Populi Romani’ e a Cruz Peregrina foram entregues ao Arciprestado de Paredes de Coura, relata o sítio oficial da JMJ Lisboa 2023.

A Paróquia de Agualonga, no Arciprestado de Paredes de Coura, acolheu uma vigília de oração, que marcou a passagem dos Símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) por estas comunidades

Em declarações ao semanário diocesano ‘Notícias de Viana’, o responsável do Comité Organizador Arciprestal (COA), padre Joel Brito, refere que a passagem da Cruz Peregrina e do Ícone de Nossa Senhora “tocou em todos os pontos”, desde as paróquias, as comunidades, as instituições, associações e autoridades civis, e as pessoas, começando nos mais novos e acabando nos mais velhos.

Sofia Brito, do mesmo COA, disse ao jornal que a peregrinação superou as suas expectativas porque “a população aderiu em massa”.

“Os Símbolos conseguiram fazer alguns pequenos milagres. Conseguiram motivar e inspirar”, relatou.

A 9 de janeiro, a Cruz e o Ícone foram entregues ao Arciprestado de Valença, na Capela de São Bento, em Cerdal; no dia seguinte, visitaram a comunidade escolar, um Lar e ainda a sede dos Escuteiros.

No dia 11 de janeiro, o programa passou pela ponte internacional, com a participação de jovens GNR, bombeiros e munícipes, assinalando um encontro eurocidade Tui-Valença.

“Junto à ponte, os Símbolos estiveram expostos e contaram com a presença de várias entidades eclesiásticas, camarárias e das forças de segurança. Prosseguiram, então, para o Centro Social de S. Pedro da Torre e depois para a Capela de São Teotónio, em Ganfei, onde nasceu o padroeiro diocesano da Jornada”, indica a nota divulgada pela organização da JMJ Lisboa 2023.

Esta quinta-feira, os Símbolos começaram estivarem na Igreja Matriz de Monção, seguindo depois até à Associação APPACDM, onde se rezou pela inclusão, relata a Diocese de Viana do Castelo, que acolhe esta peregrinação até 29 de janeiro.

A iniciativa vai estar em destaque na emissão deste domingo do Programa ECCLESIA, na Antena 1 da rádio pública, pelas 06h00.

OC

Viana do Castelo: Diocese em festa com a peregrinação dos símbolos da JMJ

Partilhar:
Share