O reitor, padre Moisés Correia, destaca a necessária “oração pela paz nas famílias e no mundo”

Foto: www.santuariosenhoradapaz.pt

Viana do Castelo, 20 mai 2022 (Ecclesia) – O padre Moisés Correia, reitor do Santuário de Nossa Senhora da Paz, em Ponte da Barca, na diocese de Viana do Castelo, contou à Agência ECCLESIA que o santuário dinamiza este mês de maio e aponta a necessidade de “oração pela paz nas famílias e no mundo”.

“A origem deste santuário está numa aparição de Nossa Senhora a um pequenino pastor, de 10 anos, chamava-se Severino Alves, a 10 de maio 1917, e, segundo ele, a Nossa Senhora pediu para que rezassem o terço todos os dias e cantassem a “estrelinha do céu”, este pedido continua atual e veja-se a necessidade de oração pela paz nas famílias e no mundo”, disse o padre Moisés Correia à Agência ECCLESIA.

Segundo o sacerdote, ali há 10 anos, o “povo de Ponte da Barca vive muito esta devoção à Nossa Senhora da Paz” e em cada mês de maio promovem uma dinâmica.

“Durante todo o mês de Maria acontece a recitação do terço pelas 20h00, um momento de celebração que este ano ganha outro significado, depois de dois anos de interregno, e também pelos pedidos pela paz na Ucrânia e em todo o Mundo”, destaca.

A festa no santuário tem o ponto alto nos dias 27, 28 e 29 de maio , cumprindo a tradição da festa no “último fim-de-semana do mês de Maria”.

“Na sexta-feira, dia 27, temos o canto do akathistos em louvor de Nossa Senhora às 21h30; no sábado, às 21 horas terão início as celebrações solenes da peregrinação com a bênção das velas, o terço e procissão e no domingo às 14h30 tem lugar a procissão e missa solene, campal, no recinto junto à Igreja do Imaculado Coração de Maria”, descreve.

O responsável sublinha ainda que o local de peregrinação “está sempre de portas abertas” e tem como missão “ a análise e a divulgação desta mensagem de paz, como meio de evangelização em Portugal e no mundo”.

O site do santuário destaca a cripta do santuário, lugar de peregrinação, onde a “mesa do altar, caracteriza-se por uma estrutura vídrica, assente sobre um enorme bloco de Quartzo com cerca de três toneladas e designado como o maior existente em Portugal”.

Esta local de visita é apresentado no programa de rádio ECCLESIA, na Antena 1 da rádio pública, este sábado, pelas 06h00, que tem como mote a “palavra” e ficará depois disponível online.

SN

Partilhar:
Share