Clero diocesano viveu esta sexta-feira um dia de encontro, com oração, meditação e convívio

Foto: Diocese de Viana do Castelo

Viana do Castelo,  29 jun 2019 (Ecclesia) – D. Anacleto Oliveira esteve reunido com o clero diocesano, esta sexta-feira, solenidade do Sagrado Coração de Jesus e apontou que “quem não for apóstolo da oração, não é verdadeiramente cristão”.

“Deus, sem desprezar aqueles que estão no bom caminho, preocupa-se, sobretudo, com os que estão tresmalhados ou passam por dificuldades porque são estes que mais precisam do seu amor”, “quem não for apóstolo da oração não é verdadeiramente cristão”, acrescentou.

D. Anacleto Oliveira terminou a sua homilia pedindo aos fiéis que tenham presente a intenção do Papa Francisco para este mês e rezem “pelos sacerdotes para que, com sobriedade e humildade, se empenhem numa solidariedade ativa para com os mais pobres”.

A celebração encerrou o dia de Encontro Diocesano do Apostolado da Oração e, naquela manhã todo o clero diocesano tinha estado reunido com o seu bispo para um tempo de oração, meditação e convívio.

Foto: Diocese de Viana do Castelo

“Reuniu-se no Albergue da Confraria de Santa Luzia (junto ao Templo do Sagrado Coração de Jesus, no cimo do monte de Santa Luzia, na cidade de Viana e o encontro ficou marcado pela reflexão da Irmã Ângela Coelho, Postuladora da Causa da Canonização dos Pastorinhos de Fátima, que exortou os sacerdotes “a saírem de si mesmos, aceitando viver na lógica da Cruz e do dom”, refere um comunicado enviado à Agência ECCLESIA. 

A consagrada, partindo da sua própria experiência e do exemplo de Francisco, Jacinta e Lúcia, pediu aos sacerdotes que evitem a tentação de se considerarem “o centro do mundo” para que o protagonismo possa ser sempre dado a Cristo.

SN

Partilhar:
Share