Monsenhor Sebastião Pires Ferreira presidiu à Vigília Pascal

Viana do Castelo, 03 abr 2021 (Ecclesia) – O administrador da Diocese de Viana do Castelo afirmou na homilia da Vigília Pascal que com a ressurreição “tudo é novo” e disse que é necessário surgirem “gerações novas” com “coração inteligente” para o governo das nações.

Monsenhor Sebastião Pires Ferreira disse que, à luz da ressurreição, é necessário que surjam “gerações novas, empenhadas em propor e abrir novos rumos civilizacionais que beneficiarão todos os povos, sobretudo aqueles, para quem a história tem sido um ‘vale de lágrimas’”.

Numa informação enviada à Agência ECCLESIA pela Diocese de Viana Do Castelo, refere-se que a Páscoa mostra que a cruz é “sinal da vida” e de “glória”.

“A cruz já não é suplício, é glória; já não é paragem, é passagem; já não é fim, é condição, já não é morte é Ressurreição e Vida. A cruz, agora, é o sinal da vida que mais se entranhou em cada um de nós e nos acompanha nos caminhos da vida”, referiu.

A Vigília Pascal, presidida pelo administrador diocesano, foi celebrada na Catedral de Viana do Castelo e “contou ainda com a conclusão da caminhada de iniciação cristã de três catecúmenos”, acrescenta o comunicado.

PR

Partilhar:
Share