Obra procura explicar vida e mensagem do novo santo português em linguagem para todas as idades

Viana do Castelo, 15 out 2019 (Ecclesia) – O Secretariado Diocesano da Catequese de Viana do Castelo e a Paróquia de Nossa Senhora de Monserrate vão publicar em outubro um livro dedicado à vida e mensagem de São Bartolomeu dos Mártires.

Na informação enviada à Agência ECCLESIA, o padre Vasco Gonçalves assinala que a nova publicação é uma “preciosidade” para crianças, adolescentes, jovens e também adultos, “essencial no contexto da Educação Cristã”, da Catequese, da Pastoral Juvenil, da disciplina de EMRC – Educação Moral e Religiosa Católica.

No início do Ano Pastoral 2019/2020, o sacerdote assinala que o novo livro com “a vida e mensagem” São Bartolomeu dos Mártires surge também no contexto da “celebração de Acão de Graças pela canonização de S. Bartolomeu dos Mártires, nos dias 9 e 10 novembro”, explica o sacerdote.

A publicação da responsabilidade do Secretariado Diocesano da Catequese e da Paróquia de Nossa Senhora de Monserrate, em Viana do Castelo, é um livro “de capa dura, próximo do tamanho de uma folha A4, ilustrado, a cores”.

A 6 de julho, um comunicado da Sala de Imprensa da Santa Sé informou que o Papa Francisco estendeu a toda a Igreja o culto litúrgico a Frei Bartolomeu dos Mártires, inscrevendo-o no livro dos santos dos santos por canonização equipolente, um processo instituído no século XVIII por Bento XIV, através do qual o Papa “vincula a Igreja como um todo para que observe a veneração de um Servo de Deus ainda não canonizado pela inserção de sua festividade no calendário litúrgico da Igreja universal, com Missa e Ofício Divino”.

Em janeiro de 2016, o Papa tinha autorizado a canonização, sem a necessidade de um novo milagre atribuído à intercessão do beato.

O arcebispo português, que se afirmou como uma das vozes de referência no Concílio de Trento (1543 – 1563), foi declarado venerável a 23 de março de 1845, pelo Papa Gregório XVI, e beatificado a 4 de novembro de 2001, pelo Papa João Paulo II.

Frei Bartolomeu dos Mártires, de seu nome Bartolomeu Fernandes, nasceu em Lisboa a 3 de  maio de 1514; foi arcebispo de Braga numa ocasião em que a arquidiocese incluía os territórios das dioceses de Braga, Bragança, Vila Real e Viana do Castelo, cidade onde faleceu a 16 de julho de 1590 e na qual está sepultado.

O novo santo destacou-se pela sua missão pastoral à frente das comunidades católicas do Minho e de Trás-os-Montes, com especial relevo para o seu gosto pelas visitas pastorais às populações, a que dedicava grande parte do seu tempo.

Ao longo do seu percurso, D. Frei Bartolomeu dos Mártires ficou conhecido pela sua preocupação com a estruturação da Igreja Católica local, do clero às comunidades católicas, e pelo seu empenho nas causas sociais, de modo particular junto dos mais pobres e doentes,

CB/OC

Partilhar:
Share