Viana do Castelo, 27 fev 2020 (Ecclesia) – O bispo de Viana do Castelo presidiu esta quarta-feira à Missa de Cinzas, com que se inicia o tempo da Quaresma, convidando a descobrir o amor ao outro como “extensão do amor a si mesmo”.

“Cuidar de si mesmo faz parte da essência do ser humano, pelo que a eutanásia, por exemplo, tão discutida por estes dias, contraria a natureza humana”, referiu D. Anacleto Oliveira, numa intervenção divulgada pelo Secretariado Diocesano de Comunicação Social.

O responsável católico destacou a importância das propostas tradicionais da Igreja Católica para a Quaresma – período de 40 dias em que os cristãos se preparam para a celebração da Páscoa -, ou seja, o jejum, a oração e a esmola.

“Amar-se a si próprio requer uma luta permanente para que a nossa vida não fique reduzida ao nosso eu, mas continue na vida dos outros”, indicou.

OC

Quaresma: Diocese de Viana do Castelo apoia Gabinete de Atendimento à Família e paróquia em Angola

 

Partilhar:
Share