Francisco conversou com padre argentino sobre a sua vida após a eleição pontifícia

Cidade do Vaticano, 06 jul 2022 (Ecclesia) – O Papa disse a um antigo colaborador na Arquidiocese de Buenos Aires, o padre Guillermo Marcó, ter saudades de andar livremente pela rua, como fazia na capital argentina, numa conversa divulgada no Spotify.

“Em Buenos Aires, eu andava ou ia de autocarro, etc. Aqui, nas duas vezes que eu decidir, fui apanhado em flagrante. Duas vezes, no inverno. Às sete da noite que não passa ninguém, tudo escuro, fui à ótica, uma senhora da varanda (gritou) ‘o Papa’, e aí acabou”, recordou.

Francisco, que também foi fotografado quando visitou uma loja de disco, em Roma, cujos donos são seus amigos, negou sair do Vaticano às escondidas, sublinhando que esse “mito” pode estar ligado às saídas de São João Paulo II, no seu pontificado, quando procurava montanhas próximas para esquiar.

O primeiro Papa da América Latina fala do seu coração como “um depósito”, cheio das coisas que guarda.

“Nisso sou um pouco ‘colecionador’, no bom sentido da palavra, não quero perder nada do bem que as pessoas me dão. As pessoas gratificam-nos muito, com exemplos, com palavras, com um ou dois factos. O sacerdote está lá para ensinar as pessoas, mas acho que aprendemos muito com as pessoas, se olharmos para elas”, indicou.

Francisco diz acordar cedo para encontrar o tempo necessário para a oração – “se não rezares de manhã, já não rezas” – e fala dessa como a primeira missão do bispo, no seu ministério de “cuidar do rebanho”.

Outro tema discutido na entrevista, citada pelo portal de notícias do Vaticano, foi a gestão de crises: “Uma das coisas que aprendi aqui é que não sabemos lidar com as crises, e as crises fazem-nos crescer”.

O Papa sublinha que o essencial é não transformar as crises “em conflito”, reduzindo as situações a uma visão de “preto ou branco”.

Questionado sobre a saúde, Francisco diz que “não sente” a idade que tem, 85 anos, mas que pensou nela quando recusou a operação ao joelho por causa da anestesia.

“Eu, nesta idade, rio-me de mim mesmo e sigo em frente”, gracejou.

OC

Partilhar:
Share