Lisboa, 30 set 2019 (Ecclesia) – O secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, apelou na ONU ao envolvimento da comunidade internacional na ajuda aos cristãos do Médio Oriente.

Falando em Nova Iorque, o responsável destacou em particular o esforço de reconstrução da Planície de Nínive e de outras regiões com forte presença cristã.

“Entre os dias 24 e 28 de dezembro, tive o privilégio de viajar para a Planície de Nínive no Iraque para celebrar o Natal com algumas das pessoas mais corajosas e inspiradoras que já conheci”, disse o cardeal italiano, numa intervenção citada pela fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS).

O secretário de Estado do Vaticano falou da “alegria contagiante e fé forte” que encontrou, mas referiu que ficou também “impressionado com o estado” em que se encontra “o processo de reconstrução” das casas e infraestruturas locais.

“Muitos dos cristãos da Planície de Nínive, depois da fuga e exílio, já puderam regressar a casa e iniciar o árduo processo, não apenas de reconstrução das casas mas também de reorganização do tecido social que foi destruído pelo ódio, traição e brutalidade”, lamentou.

Já no sábado, durante a 74ª sessão da Assembleia Geral da ONU, o cardeal Pietro Parolin falou dos avanços feitos na defesa de pequenos países insulares em desenvolvimento, considerando que a chave para o desenvolvimento sustentável destas nações é uma ampla “aliança de governos, sociedade civil e setor privado”.

O responsável sublinhou ainda que são estes territórios os mais ameaçados pelas alterações climáticas.

OC

Partilhar:
Share