Iniciativa da fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre passa por Fátima

Cidade do Vaticano, 17 out 2021 (Ecclesia) – O Papa saudou hoje a corrente de oração “um milhão de crianças rezam o terço”, promovida pela fundação Ajuda à Igreja que Sofre, que passa esta segunda-feira pelo Santuário de Fátima.

“Encorajo esta campanha de oração, que este ano é especialmente pede a intercessão de São José. Obrigado a todas as crianças que vão participar. Muito obrigado”, disse Francisco, desde a janela do apartamento pontifício, após a recitação da oração do ângelus.

A campanha de oração junta crianças dos cinco continentes pela paz no mundo e pelos cristãos perseguidos.

A iniciativa é levada a cabo a nível internacional pelos 23 secretariados da Fundação AIS, contando com a adesão do Santuário de Fátima, onde D. António Marto preside à recitação do terça na Capelinha das Aparições, pelas 18h30 desta segunda-feira.

Ainda esta manhã, no Vaticano, o Papa evocou a beatificação de 127 mártires da guerra civil espanhola, “mortos por ódio à fé durante a violenta perseguição religiosa dos anos 30” do século passado.

Francisco lembrou também os cristãos que são hoje perseguidos por causa da sua fé, pedindo para todos “a força de testemunhar com coragem o Evangelho”.

A beatificação de Juan Elias Medina e 127 companheiros mártires foi presidida, este sábado, pelo cardeal Marcello Semeraro, prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, na Catedral de Córdoba, Espanha.

O Papa pediu aos peregrinos reunidos na Praça de São Pedro um aplauso para os novos beatos.

A Santa Sé tinha denunciado, na última sexta-feira, o aumento da violência, intolerância e discriminação contra os cristãos no mundo.

O alerta foi deixado pela Missão Permanente da Santa Sé junto das Organizações Internacionais em Viena, durante a Conferência ODIHR (Office for Democratic Institutions and Human Rights), uma instituição da OSCE, a Organização para Segurança e a Cooperação na Europa.

OC

Partilhar:
Share