Francisco pede «processo efetivo de desarmamento»

Cidade do Vaticano, 26 jul 2020 (Ecclesia) – O Papa saudou hoje o novo cessar-fogo para a região ucraniana de Donbass, decidido em Minsk, na última quarta-feira, pelos membros do grupo de contacto trilateral.

Francisco disse no Vaticano que esta decisão é um sinal de “boa vontade” que visa trazer de volta a paz numa “região martirizada”.

“Rezo para que o que foi acordado seja finalmente colocado em prática, também através de um processo efetivo de desarmamento e remoção das minas. Só assim se poderá reconstruir a confiança e lançar as premissas para a reconciliação tão necessária e tão aguardada pela população”, referiu, desde a janela do apartamento pontifício, após a recitação da oração do ângelus.

O grupo de contato trilateral inclui representantes da Ucrânia, da Rússia e da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa.

O conflito na região oriental da Ucrânia, iniciado em 2014, provocou cerca de 13 mil mortos e 30 mil feridos.

OC

Partilhar:
Share