Francisco evoca sofrimento dos povos indígenas

Cidade do Vaticano, 14 out 2019 (Ecclesia) – O Papa Francisco rezou hoje no Vaticano pela paz no Equador, evocando em particular o sofrimento dos povos indígenas.

“Recomendamos à nossa Mãe os irmãos equatorianos que morreram nos últimos dias, que foram feridos, perseguidos, presos. Que Ela nos dê a paz e nos acompanhe nestes momentos de grande sofrimento, sobretudo nos territórios indígenas do Equador”, disse, no início dos trabalhos da reunião geral desta manhã do Sínodo especial para a Amazónia.

Já este domingo, o Papa tinha diz acompanhar, com todos os membros do Sínodo, a situação no Equador.

“Sigo com preocupação o que está a acontecer nas últimas semanas nesse país. Confio-o à oração comum e à intercessão dos novos santos, unindo-me à dor pelos mortos e os feridos”, declarou, na Praça de São Pedro.

Depois de mais de uma semana de protestos e confrontos no Equador, os líderes do protesto aceitaram este sábado negociar diretamente com o presidente Lenin Moreno.

O Papa encorajou todos a “procurar a paz social, com particular atenção às populações mais vulneráveis e aos Direitos Humanos”.

A população protestou contra medidas de austeridade no Equador, que fizeram disparar o preço da gasolina e do gasóleo na tentativa de reduzir o défice do país, que chegou recentemente a acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para um empréstimo de 3,8 mil milhões de euros.

O Governo do Equador e o movimento indígena chegaram no domingo a um acordo para revogar o decreto 883, que eliminou o subsídio ao combustível, sendo “criada uma comissão para preparar um novo decreto”.

OC

Partilhar:
Share