Padre Sérgio Leal conversou com o Papa, informalmente, a caminho de uma sessão de trabalhos

Porto, 14 out 2019 (Ecclesia) – O padre Sérgio Leal, único português entre os participantes no Sínodo especial sobre a Amazónia, a decorrer no Vaticano, destacou a capacidade de “arriscar” que tem marcado a primeira semana de trabalhos.

“Temos visto que o Papa Francisco, procurando caminhar com todos e ouvindo todos, não deixa de arriscar caminho mesmo quando surgem vozes contrárias ou opiniões diversas. E que é uma riqueza na vida da Igreja. A riqueza do Sínodo é esta capacidade de falarmos com liberdade e de escutarmos com humildade e de procurar a comunhão e a unidade”, refere o sacerdote da Diocese do Porto, em depoimento ao semanário ‘Voz Portucalense’.

O responsável colabora como assistente da Secretaria Geral do Sínodo, na assembleia especial que decorre até 27 de outubro.

“É uma riqueza que cada um possa apresentar a sua opinião, possa dizer aquilo que, à luz do Espirito Santo, é o melhor para a Igreja”, sublinha o padre Sérgio Leal, para quem os trabalhos deste Sínodo especial se têm centrado no que é necessário “fazer para que os caminhos da evangelização na Amazónia sejam mais eficazes” e se possa “ter uma preocupação ecológica, isto é, de uma ecologia integral que ajude também no contexto internacional, político e económico”.

Em relação ao futuro, o sacerdote português disse acreditar que vão surgir orientações “interessantes” para “potenciar a ministerialidade” em toda a Igreja Católica.

Acredito que teremos neste Sínodo algumas orientações que serão fundamentais para os caminhos da nova evangelização. Teremos caminhos muito interessantes de resposta à realidade. Muito mais do que a possibilidade da ordenação de homens casados, espero muito mais da valorização dos ministérios laicais, do potenciar da formação laical para a sinodalidade, a cultura de comunhão”.

O padre Sérgio Leal teve oportunidade de conversar em privado com o Papa Francisco, num encontro entre a Casa de Santa Marta e a Aula do Sínodo, no auditório Paulo VI, do Vaticano.

OC

Sínodo 2019: Respostas para a Amazónia vão ajudar a repensar papel dos leigos – Padre Sérgio Leal

 

Partilhar:
Share