Francisco incentivou a viver e comunicar o Evangelho com paixão, a exemplo do fundador

Foto Vatican Media

Cidade do Vaticano, 26 nov 2021 (Ecclesia) – O Papa Francisco incentivou a família Paulista ao “trabalho e oração”, esta quinta-feira, numa audiência pelas celebrações do 50º aniversário da morte do Beato Tiago Alberione, o seu fundador que é considerado o apóstolo dos media da Igreja.

“Não esqueçam a oração. É o meio de comunicação mais importante, se comunico com todo o mundo e não com o Senhor, então a coisa não vai. Trabalho e oração”, disse o Papa, no encontro realizado na Sala Clementina, no Vaticano.

Francisco recebeu em audiência 150 pessoas, o superior-geral da Sociedade São Paulo, o padre Valdir José de Castro, e representantes das congregações religiosas, dos institutos de vida secular consagrada e de agregações de leigos fundados pelo Beato Tiago Alberione.

A Igreja Católica celebra esta sexta-feira a memória litúrgica do beato Tiago Alberione, nas congregações e Institutos da Família Paulista é dia de festa.

A Família Paulista está a celebrar, durante este mês de novembro, o 50º aniversário da morte de Tiago Alberione (26 de novembro de 1971), que é considerado o apóstolo dos media da Igreja.

“Também vocês escolheram os meios de comunicação como púlpito, para que – como dizia com frequência – se possa mostrar Jesus Cristo aos homens do nosso tempo com os meios do nosso tempo”, salientou o Papa.

Segundo Francisco, esta é a ocasião propícia para fazer memória das “grandes coisas operadas pelo Espírito Santo no Beato Alberione”, e, através dele, para “reafirmar a importância do seu carisma no contexto atual”, na perspetiva da nova evangelização.

“O Evangelho sem paixão não pode ser vivido. O Evangelho só com palavras não funciona: O Evangelho vem do coração e é justamente a paixão pelo Evangelho que brilha nas incontáveis iniciativas apostólicas do Bem-aventurado”, desenvolveu.

O Papa citou Paulo VI, lembrando que já tinha compreendido a importância da obra do beato italiano por ter dado à Igreja novos instrumentos para se expressar no mundo moderno e, com a oração, ter a capacidade de ler os “sinais dos tempos” e adequar os projetos apostólicos.

No dia 1 de novembro, o cardeal Angelo de Donatis celebrou a Missa e depois os restos mortais do Beato Tiago Alberione foram transferidos da cripta do Santuário da Rainha dos Apóstolos para o piso principal da igreja.

Tiago Alberione foi beatificado em Roma no dia 27 de abril de 2003, pelo Papa João Paulo II; Nasceu a 4 de abril de 1884, em Fossano, e faleceu a 26 de novembro de 1971, em Roma.

O Instituto Missionário Pia Sociedade de São Paulo (Paulistas) celebrou 75 anos da sua presença em Portugal, em 2018.

CB

 

Sínodo 2023: Percurso de dois anos vai «educar a Igreja para a sinodalidade», diz superior geral dos Paulistas

Partilhar:
Share