Francisco pediu que membros do movimento promovam cuidado do próximo e da natureza

Foto: Vatican Media

Cidade do Vaticano, 06 ago 2022 (Ecclesia) – O Papa recebeu hoje no Vaticano uma delegação das Equipas Jovens de Nossa Senhora (EJNS), com participação portuguesa, apontando à Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023.

“Vai ajudar-vos ter um coração generoso, descobrir a alegria do serviço na gratuidade, como fez Maria quando foi ter com Santa Isabel. Foi precisamente deste episódio do Evangelho que tirei o tema da próxima Jornada Mundial da Juventude, que vai acontecer em Lisboa, em agosto do próximo ano”, disse ao grupo, reunido no Palácio Apostólico.

O tema da JMJ 2023 é ‘Maria levantou-se e partiu apressadamente’, uma passagem do Evangelho segundo São Lucas (Lc 1,39).

“Há um título de Nossa Senhora de que gosto muito. Há Nossa Senhora do Carmo, a Imaculada Conceição, tantos… Eu gosto de ‘Nossa Senhora apressada’, que não perde tempo para ajudar: sempre está a fazer coisas para ajudar, como fez com Santa Isabel”, referiu Francisco.

O Papa sustentou que “levantar-se para servir, sair para tomar conta dos outros e da criação são valores típicos dos jovens”.

“Exorto-vos a praticá-los, enquanto vos preparais para a JMJ de Lisboa”, acrescentou.

Francisco convidou os jovens portugueses a levantar a mão, para se identificarem, e deixou um pedido: “Trabalhai, trabalhai com o bispo auxiliar [D. Américo Aguiar, presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023], que é um valente e vos vai fazer trabalhar muito”.

Foto: Vatican Media

O Papa elogiou a dimensão de comunidade, de “equipa”, promovida pelas EJNS, e convidou os presentes a ser “jovens com asas para voar, sonhar, criar, e com raízes para receber dos mais idosos a sabedoria que eles dão”.

As EJNS são um movimento internacional e existem atualmente em 15 países, com mais de 3 mil membros presentes em Portugal continental, Madeira e Açores.

OC

 

Partilhar:
Share