Francisco recordou, na mensagem de Páscoa, o «caminho de reconciliação» que a Igreja Católica no Canadá está a percorrer

Foto: Vatican Media

Cidade do Vaticano, 22 abr 2022 (Ecclesia) – O Papa recebeu esta quinta-feira uma delegação de indígenas Métis Manitoba, do Canadá, composta por cerca de 50 membros, para continuar “o processo de reconciliação com a Igreja”, informou o Vaticano.

A audiência também foi “uma oportunidade para os Métis reiterarem o seu convite ao Papa (que lhes assegurou sua disposição de viajar ao Canadá, provavelmente em julho) para visitar a capital da região de Winnipeg e abençoar o túmulo de Louis Riel”, considerado o pai de Manitoba, que no século XIX liderou os movimentos de resistência do Rio Vermelho, assinala o portal ‘Vatican News’.

A Federação Métis Manitoba assinou um acordo de autonomia com o Estado canadiano, a 6 de julho de 2021, e a comunidade está concentrada principalmente nas pradarias do noroeste do país.

No final de março, Francisco tinha recebido delegações de outras tês comunidades indígenas do Canadá (Métis, Inuit e Primeira Nação)

No Domingo de Páscoa, antes da bênção ‘Urbi et Orbi’, o Papa aludiu ao “caminho de reconciliação que a Igreja Católica no Canadá está a percorrer com os povos autóctones”.

“Que o Espírito de Cristo ressuscitado cure as feridas do passado e disponha os corações na busca da verdade e da fraternidade”, declarou.

OC

 

Vaticano: Papa pede perdão, perante delegações de povos indígenas canadianos, assumindo «indignação e vergonha»

Partilhar:
Share