Francisco reza pela paz no país, em mensagem às comunidades cristãs e toda a população

Foto: Lusa/EPA

Cidade do Vaticano, 12 dez 2021 (Ecclesia) – O Papa apelou hoje à intervenção da comunidade internacional para travar um conflito na Ucrânia, numa mensagem às comunidades cristãs e toda a população do país.

“Que as tensões sejam resolvidas através de um sério diálogo internacional e não com as armas”, pediu Francisco, desde a janela do apartamento pontifício, após a recitação da oração do ângelus.

A Ucrânia acusou a Rússia de concentrar mais de 90 mil soldados na fronteira entre os dois países com o objetivo de atacar o seu território, durante o inverno.

“Desejo assegurar a minha oração pela querida Ucrânia, por todas as suas igrejas e comunidades religiosas e por todo o seu povo”, disse Francisco, perante milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro.

“Entristece-me muito a estatística, que li, há pouco: neste ano, foram produzidas mais armas do que no ano anterior. As armas não são o caminho”, acrescentou.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros de Estados Unidos, Canadá, Japão, Reino Unido, Alemanha, França e Itália, grupo no qual a União Europeia está também representada, estão reunidos em Liverpool, Inglaterra, discutindo, entre outros temas, a tensão entre Rússia e Ucrânia.

A Rússia alega ter o direito de “mover as suas tropas no seu próprio território”, rejeitando estar a planear qualquer ataque.

O Papa deixou votos de que “este Natal do Senhor traga a paz para a Ucrânia”.

Francisco evocou ainda, neste encontro dominical, as vítimas da série de tornados que atingiram várias zonas dos EUA, na última sexta-feira.

OC

Partilhar:
Share