No mês do Natal, Francisco evoca menores sem escola nem cuidados médicos

Cidade do Vaticano, 05 dez 2019 (Ecclesia) – O Papa convidou hoje os católicos de todo o mundo a rezar pelas crianças que sofrem, na sua intenção de oração para o mês de dezembro, pedindo que a defesa dos menores seja uma prioridade política.

“Rezemos para que todos os países decidam tomar as medidas necessárias para fazer com que o futuro das crianças seja uma prioridade, especialmente o futuro das crianças que hoje estão sofrendo”, refere Francisco, num vídeo divulgado hoje através das redes sociais.

A intenção mensal é divulgada pela Rede Mundial de Oração do Papa (RMOP), ligada os jesuítas.

A edição de dezembro de ‘O Vídeo do Papa’ evoca os menores com um futuro incerto.

“Cada criança marginalizada, cada criança abusada, cada criança abandonada, cada criança sem escola, sem cuidados médicos, é um grito que se eleva a Deus”, indica o pontífice.

Em cada uma delas, é Cristo – que veio ao nosso mundo como uma criança indefesa -, é Cristo que olha para nós, em cada uma dessas crianças”

A RMOP sublinha que as crianças são “as primeiras a sofrer com as guerras, a corrupção, a pobreza, os desequilíbrios e desastres ambientais”.

Segundo o mais recente relatório anual de referência do UNICEF, as crianças representam quase metade das pessoas que sobrevivem com menos de dois dólares por dia.

OC

Partilhar:
Share