Cidade do Vaticano, 14 jan 2021 (Ecclesia) – O Papa lamentou hoje a morte do cardeal Eusébio Oscar Scheid, antigo arcebispo do Rio de Janeiro, que faleceu esta quarta-feira aos 88 anos de idade, no Brasil.

“Recebi com profundo pesar a notícia do falecimento do cardeal Eusébio Oscar Scheid e desejo assegurar-lhe neste momento de luto a minha solidariedade orante com todos os fiéis que nele encontraram um zeloso pastor”, refere Francisco, numa mensagem dirigida ao cardeal Orani João Tempesta, arcebispo do Rio.

O texto, divulgado pelo Vaticano, evoca o lema episcopal de D. Eusébio Oscar Scheid, ‘Deus é bom’.

“Recordava-nos a bondade de Deus com a sua Igreja, sendo esta recordação verdadeiramente consoladora quando fazemos memória do querido Dom Eusébio que, com tanto denodo, serviu o povo de Deus, tendo sido o primeiro bispo de São José dos Campos e pastoreado com igual esmero a Arquidiocese de Florianópolis e a Sé Metropolitana de São Sebastião do Rio de Janeiro”, escreveu o Papa, rezando por “tão generoso pastor”.

O falecido cardeal foi religioso dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos), sendo ordenado padre a 3 de julho de 1960, em Roma; no dia 18 de fevereiro de 1981 foi nomeado como primeiro bispo da Diocese de São José dos Campos (SP), por São João Paulo II.

Em 23 de janeiro de 1991 foi transferido para a Arquidiocese de Florianópolis e, 10 anos depois, para a Arquidiocese do Rio de Janeiro, onde permaneceu até 2009.

João Paulo II criou-o cardeal a 21 de outubro de 2003.

OC

Partilhar:
Share