Francisco destaca «profundo vínculo pessoal» com responsável da Igreja Ortodoxa

Cidade do Vaticano, 22 out 2021 (Ecclesia) – O Papa enviou uma carta ao patriarca de Constantinopla (Igreja Ortodoxa), Bartolomeu, assinalando o 30.° aniversário da sua eleição.

“Uno-me a vsi em agradecimento ao Senhor pelas muitas bênçãos concedidas à sua vida e ministério ao longo desses anos, e rezo para que Deus, de quem vêm todos os dons, conceda alegria espiritual e graças abundantes”, escreve.

Francisco destaca o “profundo vínculo pessoal” com o patriarca ecuménico de Constantinopla, que o tem acompanhado em vários momentos fundamentais do pontificado – como a viagem a Lesbos ou à Terra Santa, os encontros inter-religiosos promovidos pela comunidade católica de Santo Egídio e as iniciativas em defesa do ambiente.

“Compartilho consigo a compreensão da nossa responsabilidade pastoral comum diante dos desafios urgentes que toda a família humana enfrenta hoje”, indica.

A mensagem alude à pandemia e às suas “graves repercussões sanitárias, sociais e económicas”

“Asseguro-lhe o meu apreço pelo seu compromisso com a salvaguarda da criação e pela sua reflexão sobre este tema, do qual aprendi e continuo a aprender muito”, indica o papa.

Francisco agradece a Bartolomeu “por ter sempre indicado o caminho do diálogo, na caridade e na verdade, como único caminho possível para a reconciliação entre os fiéis em Cristo e para o restabelecimento da plena comunhão”.

O patriarca ecuménico de Constantinopla (atualmente Istambul, na Turquia) é considerado ‘primus inter pares’ entre os patriarcas ortodoxos, com um primado de honra.

OC

Partilhar:
Share