Intenção de oração de dezembro deixa elogios aos «artesãos de misericórdia» e do bem comum

Cidade do Vaticano, 01 dez 2022 (Ecclesia) – O Papa convida as comunidades católicas a rezar pelas organizações de voluntariado e de promoção humana, na sua intenção de oração para o mês de dezembro.

“Rezemos para que as organizações de voluntariado e de promoção humana encontrem pessoas dispostas a comprometer-se com o bem comum e a buscar novas formas de colaboração a nível internacional”, refere Francisco, num vídeo divulgada hoje através da Rede Mundial de Oração do Papa e dos canais digitais do Vaticano.

A mensagem sublinha que “o mundo precisa de voluntários e de organizações que queiram comprometer-se com o bem comum”.

O Papa lamenta que muitos evitem o “compromisso”, pedindo “voluntários comprometidos com o bem comum”.

“Ser um voluntário solidário é uma escolha que nos torna livres; torna-nos abertos às necessidades dos outros, às exigências da justiça, à defesa dos pobres, ao cuidado da criação”, aponta.

É ser artesãos de misericórdia: com as mãos, com os olhos, com o ouvido atento, com a proximidade. E ser voluntário é trabalhar com as pessoas a quem se serve. Não só para o povo, mas também com o povo. Trabalhar com pessoas”.

Francisco sustenta que o trabalho das organizações voluntárias é “muito mais eficaz quando elas colaboram entre si e também com os Estados”.

“Trabalhando em conjunto, apesar dos poucos recursos que possam ter, dão o seu melhor e fazem do milagre da multiplicação da esperança uma realidade. Precisamos tanto multiplicar a esperança”, observa.

O Dia Internacional do Voluntário celebra-se, anualmente a 5 de dezembro.

De acordo com o programa Voluntários das Nações Unidas (UNV), uma em cada nove pessoas no mundo faz trabalho voluntário: no total, há 862,4 milhões de voluntários nos cinco continentes.

“Do Líbano às Filipinas, do México à Ucrânia, da Venezuela a Uganda, ‘O Vídeo do Papa’ deste mês mostra os voluntários ao lado das vítimas de catástrofes naturais, dos pobres que sofrem as consequências da crise económica, de crianças subnutridas, refugiados em fuga por causa da guerra, jovens e mulheres à procura de trabalho”, indica uma nota enviada à Agência ECCLESIA pela Rede Mundial de Oração do Papa.

O padre Frédéric Fornos, diretor internacional da rede, assinala que “o Papa Francisco insiste no valor do serviço voluntário na sociedade, para além da modalidade religiosa ou governamental: a chave está no compromisso desinteressado (‘estar aberto’ aos outros) e na busca do bem comum”.

‘O Vídeo do Papa’ é uma iniciativa oficial de alcance global que tem como objetivo difundir as intenções de oração mensais do Santo Padre; é desenvolvido pela Rede Mundial de Oração do Papa (Apostolado da Oração).

Desde 2016, ‘O Vídeo do Papa’ teve mais de 182 milhões de visualizações em todas as redes sociais do Vaticano, foi traduzido para mais de 23 idiomas e tem cobertura da imprensa em 114 países.

OC

Partilhar:
Share