«A África precisa de paz, não de violência», diz Francisco

Foto: Lusa/EPA

Cidade do Vaticano, 06 jun 2021 (Ecclesia) – O Papa condenou hoje no Vaticano o atentado que este sábado fez mais de 100 vítimas no Burquina Faso.

“Estou próximo dos familiares e a todo o povo do Burquina Faso, que está a sofrer muito, por causa destes ataques repetidos”, referiu, após a recitação da oração do ângelus, perante centenas de pessoas reunidas na Praça de São Pedro.

“A África precisa de paz, não de violência”, acrescentou.

Cerca de 100 civis foram mortos num ataque de homens armados contra um posto das milícias anti-jihadistas, no noroeste do Burquina Faso.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, mostrou-se “indignado” perante o atentado de sábado, o mais mortífero desde que a violência jihadista começou no norte do país africano, em 2015.

As autoridades do Burquina Faso declararam um luto nacional de 72 horas.

O Papa Francisco manifestou depois a sua adesão à iniciativa de oração da Ação Católica Internacional, que convida a rezar um minuto pela paz, a 8 de junho, pelas 13h00, “cada um segundo a sua própria tradição religiosa”.

“Rezemos em particular pela Terra Santa e Myanmar”, indicou.

OC

Partilhar:
Share