Francisco alerta para crime que «destrói a harmonia, a poesia e a beleza» de Deus ao mundo

Cidade do Vaticano, 25 nov 2022 (Ecclesia) – O Papa disse que a «violência contra uma mulher ou a sua exploração destrói a harmonia», numa mensagem publicado pelo Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, que se assinala hoje, 25 de novembro.

“A violência exercida contra uma mulher ou a sua exploração não é um simples erro, é um crime que destrói a harmonia, a poesia e a beleza que Deus quis dar ao mundo”, escreveu Francisco, na conta ‘Pontifex_pt’ na rede social Twitter.

Em 1999, a ONU – Organização das Nações Unidas – designou oficialmente o dia 25 de novembro como Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres.

No âmbito deste dia internacional, portal de notícia do Vaticano – Vatican News – divulgou hoje um vídeo onde recorda a reflexão do Papa, sobre a mulher, na homilia do dia 1 de janeiro de 2020, Dia da Paz e Solenidade de Maria Santíssima, Mãe de Deus.

“O renascimento da humanidade começou pela mulher. As mulheres são fontes de vida; e, no entanto, são continuamente ofendidas, espancadas, violentadas, induzidas a se prostituir e a suprimir a vida que trazem no seio. Toda a violência infligida à mulher é profanação de Deus, nascido de uma mulher”, disse Francisco.

“Pelo modo como tratamos o corpo da mulher, vê-se o nosso nível de humanidade”, afirmou o Papa, na sua homilia do primeiro do dia do novo ano de 2020, convidando convidou a uma aproximação de “Nossa Senhora, mãe e mulher, que teceu a humanidade de Deus”.

CB

 

Violência Contra as Mulheres: «Não podem continuar a ser feitas perguntas às vítimas que lhes devolvem a culpa» – Presidente da Associação Ser Mulher

Partilhar:
Share