Catequese dominical foi dedicada às Bem-aventuranças

Foto: Lusa

Cidade do Vaticano, 17 fev 2019 (Ecclesia) – O Papa Francisco disse hoje no Vaticano que os católicos devem evitar os “profissionais da ilusão” e a idolatria, procurando a felicidade nas propostas de Jesus Cristo.

“As Bem-aventuranças de Jesus são uma mensagem decisiva, que nos leva a não colocar a nossa confiança em coisas materiais e passageiras, a não procurar a felicidade seguindo vendedores de banha de cobra, os profissionais da ilusão”, advertiu, perante milhares de peregrinos reunidos na Praça de São Pedro, para a recitação do ângelus.

Falando desde a janela do apartamento pontifício, Francisco sublinhou que não existem “soluções mágicas” para os problemas, condenando o que classificou como “idolatria”

“Idolatria, os ídolos, parecem coisas de outros tempos, mas na verdade são de todos os tempos, descrevem algumas atitudes atuais muito melhor do que várias análises sociológicas”, observou.

O Papa desafiou os crentes a partilhar os bens e não “vender a alma” por causa de coisas materiais.

“O Senhor ajuda-nos a abrir os olhos, a ganhar um olhar mais penetrante sobre a realidade, a curar da miopia crónica com que o espírito mundano nos contagia”, declarou.

Francisco deixou votos de que todos possam ser tocados pela “palavra paradoxal” de Jesus Cristo, que sacode os corações e oferece “sentido e plenitude” à vida.

OC

Partilhar:
Share