Nova exortação apostólica pós-sinodal foi apresentada em conferência de imprensa

Cidade do Vaticano, 02 abr 2019 (Ecclesia) – O cardeal Lorenzo Baldisseri, responsável pela Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos, disse hoje que o novo documento do Papa dedicado aos jovens mostra a vontade de superar barreiras na relação com as novas gerações.

“O Papa quer ir para lá dos muros, de qualquer muro”, assinalou o responsável da Santa Sé, na apresentação à imprensa da exortação apostólica pós-sinodal ‘Cristo Vive’.

O texto, assinado a 25 de março, no santuário mariano do Loreto (Itália), surge na sequência do Sínodo dos Bispos dedicado às novas gerações, que decorreu em outubro de 2018, desejando que a Igreja ouça os jovens e os ajude a encontrar o seu caminho de vida.

Para o cardeal Baldisseri, o novo documento é uma “carta magna” para a pastoral juvenil e vocacional nas várias comunidades católicas, face a “uma profunda transformação da condição juvenil”.

A conferência de imprensa contou com a participação de Laphidil Oppong Twumasi, de 25 anos, que em 2018 participou na reunião pré-sinodal (março) e na assembleia do Sínodo (outubro).

A jovem ganesa confessou a sua emoção perante as propostas do Papa, que vê “como um pai que oferece conselhos e sugestões”.

A exortação, referiu, “é fácil de entender e não está perdido em arcaísmos”, apresentando “termos juvenis” como zapping ou tutoriais.

“Devo dizer que houve um esforço e uma disposição para ouvir o nosso grito, para escutar-nos, realmente”, assinalou Laphidil Oppong Twumasi.

Já o professor Alessio Lorrai, de 33 anos, que ensina religião numa escola católica em Roma, diz que a ‘Cristo Vive’ “é uma verdadeira exortação, é um incentivo” para ação de todos os católicos.

OC

Partilhar:
Share