Cidade do Vaticano, 03 out 2019 (Ecclesia) – O Papa disse hoje no Vaticano que ninguém pode ficar indiferente perante problemas “globais”, como os incêndios na Amazónia, durante um encontro com religiosas da Ordem de Santa Ursula.

“Hoje ninguém pode dizer ‘não tenho nada com isso’”, declarou, dando como exemplo “o problema dos incêndios na Amazónia”, que não é “um problema apenas daquela região, é um problema mundial assim como o fenómeno migratório não se refere a apenas alguns países, mas a toda a comunidade internacional”.

Francisco apontou outras prioridades de compromisso global, como “a tutela dos direitos do homem, a conquista da liberdade de pensamento e religiosa, a evangelização”, “a justiça social, a tutela do meio ambiente, a busca comum de um desenvolvimento sustentável”.

O Vaticano recebe a partir de domingo uma assembleia especial do Sínodo dos Bispos, dedicado à região pan-amazónica.

Hoje, em Roma, um grupo de religiosas católicas promoveu um evento de reflexão e protesto, pedindo direito a voto nas assembleias sinodais.

OC

Partilhar:
Share