Maximino Caballero Ledo sucede ao padre Juan Guerrero, que renuncia por doença

Foto: Vatican Media

Cidade do Vaticano, 30 nov 2022 (Ecclesia) – O Papa nomeou hoje o espanhol Maximino Caballero Ledo como novo prefeito da Secretaria para a Economia da Santa Sé, sucedendo no cargo ao jesuíta Juan Guerrero, que renuncia por doença, após três anos nesta missão.

O anúncio foi feito pelo Vaticano, em comunicado, tendo o presidente cessante dirigido uma carta aos funcionários do organismo da Cúria Romana.

Maximino Caballero Ledo, especialista em Finanças que trabalho com a multinacional norte-americana ‘Baxter Healthcare’, é o segundo leigo a assumir a liderança de um Dicastério da Santa Sé, juntando-se ao italiano Paolo Ruffini, responsável pela área da Comunicação.

A renúncia do padre Guerrero, “por motivos pessoais”, entra em vigor esta quinta-feira, ficando a Secretaria para a Economia entregue à liderança do seu atual “número 2”.

O Papa agradeceu ao presidente cessante “pela dedicação demonstrada no seu serviço à Santa Sé”, desde 2019.

A nota divulgada pelo Vaticano destaca que o sacerdote jesuíta “conseguiu colocar a economia em ordem, foi um trabalho forte e exigente que deu muitos frutos”.

Na carta que enviou aos funcionários e colaboradores, citada pelo portal ‘Vatican News’, o padre Guerrero explica que foi submetido a uma cirurgia, com efeitos colaterais que “dificultam particularmente o cumprimento de uma tarefa tão exigente” como a presidência deste organismo.

“Juntos, e em colaboração com outras instituições da Cúria, ajudamos o Santo Padre a dar passos importantes na organização económica da Cúria Romana, na transparência, na credibilidade da Santa Sé no que diz respeito às questões económicas”, escreve.

A Secretaria para a Economia é uma estrutura de coordenação para as atividades económicas e administrativas da Santa Sé e do Vaticano, criada pelo Papa em fevereiro de 2014; tem funções de “controlo económico e vigilância” sobre “as estruturas e as atividades administrativas e financeiras dos Dicastérios da Cúria Romana, das Instituições ligadas à Santa Sé e do Estado da Cidade do Vaticano”.

OC

Partilhar:
Share