Papa convida a descobrir presença de Deus na vida e na história, para superar dificuldades

Cidade do Vaticano, 13 jun 2021 (Ecclesia) – O Papa disse hoje no Vaticano que a humanidade precisa de um “novo olhar” para superar as dificuldades, incluindo o atual momento de crise provocada pela pandemia.

“O Evangelho pede-nos um novo olhar sobre nós mesmos e sobre a realidade; pede olhos maiores, que saibam ver além, especialmente para lá das aparências, para descobrir a presença de Deus que, como amor humilde, está sempre presente no terreno da nossa vida e no da história”, referiu, desde a janela do apartamento pontifício, antes da recitação da oração do ângelus.

Francisco referiu aos peregrinos presentes na Praça de São Pedro que a confiança é fundamental para “sair bem da pandemia”.

“Cultivar a confiança de estar nas mãos de Deus, e ao mesmo tempo, comprometer-nos todos para reconstruir e recomeçar, com paciência e constância”, precisou.

O Papa sublinhou que o bem cresce “de forma humilde, oculta, muitas vezes invisível”.

“Em muitas situações da vida, de facto, pode acontecer que fiquemos desanimados, porque vemos a fraqueza do bem comparada com a aparente força do mal. E podemos deixar-nos paralisar pela desconfiança”, advertiu.

Francisco admitiu que esta situação se estende à própria Igreja, em particular perante “a crise da fé e o fracasso de vários projetos e iniciativas”, mas defendeu que os resultados dependem da “ação de Deus” e não das próprias capacidades.

“Que Maria Santíssima, a humilde serva do Senhor, nos ensine a ver a grandeza de Deus, que atua nas pequenas coisas, e a vencer a tentação do desânimo”, concluiu.

OC

Após a oração, o Papa evocou o Dia Mundial do Dador de Sangue, que se assinala na segunda-feira, destacando os “valores da generosidade e da gratuidade” ligados a este gesto.

“Muito obrigado, obrigado”, disse.

Partilhar:
Share