Papa evoca vida dedicada à «edificação da Igreja»

Cidade do Vaticano, 17 jul 2020 (Ecclesia) – O cardeal Zenon Grocholewski, prefeito emérito da Congregação para a Educação Católica (Santa Sé), faleceu hoje na Polónia, a sua terra natal, aos 80 anos de idade, informou o Vaticano.

As exéquias vão ser celebradas este sábado, no Altar da Cátedra da Basílica de São Pedro; no final da celebração eucarística, o Papa preside ao rito da ‘Ultima Commendatio’ e da ‘Valedictio’.

Num telegrama enviado a Wladislaw Grocholewski, irmão do falecido cardeal, Francisco evoca o seu “testemunho de zelo sacerdotal, de fidelidade ao Evangelho e de edificação da Igreja”.

“Recordo com gratidão o benemérito trabalho por ele realizado quer como apreciado docente de Direito Canónico nas pontifícias universidades Gregoriana e Lateranense, quer como autor de numerosas publicações científicas”, refere o pontífice.

O Papa sublinha que D. Zenon Grocholewski se “dedicou generosamente ao serviço da Santa Sé, inicialmente como secretário e prefeito do Supremo Tribunal da Assinatura Apostólica, e mais tarde na qualidade de prefeito da Congregação para a Educação Católica”.

Com o falecimento do cardeal Grocholewski, o Colégio Cardinalício passa a ser composto por 221 elementos, sendo 122 eleitores e 99 não eleitores (maiores de 80 anos).

OC

Partilhar:
Share