Jornada celebrada no primeiro dia do ano foi instituída em 1968 pelo Papa Paulo VI

Cidade do Vaticano, 13 nov 2021 (Ecclesia) – O Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral divulgou a mensagem do Papa para o 55º Dia Mundial da Paz, que terá por título “Educação, trabalho, diálogo entre gerações: ferramentas para edificar uma paz duradoura”.

Em comunicado divulgado pela Sala de Imprensa da Santa Sé, o Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral indica que o Papa analisa três contextos “hoje em grandes mudanças” para sugerir uma “leitura inovadora”, na perspetiva da fé.

“O Papa Francisco identifica, assim, três grandes contextos hoje em grandes mudanças, para propor uma leitura inovadora que responda às necessidades dos tempos atuais e futuros, convidando todos “a ler os sinais dos tempos com os olhos da fé, para que a orientação desta mudança desperte novas e velhas questões com as quais é necessário confrontar-se”, refere o comunicado, citando o discurso do Papa à Cúria Romana, no Natal de 2019.

A Mensagem do Papa para o próximo Dia Mundial da Paz, no dia 1 de janeiro de 2022, vai responder, entre outras, às seguintes questões: “Como pode a formação e a educação construir uma paz duradoura?” ou “o trabalho, no mundo, responde mais ou menos às necessidades vitais do ser humana sobre a justiça e a liberdade?”.

“As gerações são verdadeiramente solidárias entre si? Acreditam no futuro? O governo das sociedades conseguem, neste contexto, indicar um horizonte de pacificação?”, são também interpelações que o Papa vai abordar na Mensagem para o Dia Mundial da Paz, em 2022.

O Dia Mundial da Paz foi instituído em 1968 pelo Papa Paulo VI (1897-1978) e é celebrado no primeiro dia do novo ano com uma mensagem papal.

PR

Partilhar:
Share