Cidade do Vaticano, 21 nov 2018 (Ecclesia) – O Vaticano está a assinalar a canonização do Papa Paulo VI, em outubro deste ano, com o lançamento de uma moeda cunhada em prata, com relevo de ouro, com valor de cinco euros.

De acordo com o serviço informativo da Santa Sé, esta é “a primeira vez” que o Departamento Filatélico e Numismático do Estado da Cidade do Vaticano promove uma iniciativa deste género.

Aquele organismo prevê para já uma tiragem de 1500 exemplares  para esta nova moeda, com um custo de 75 euros por unidade, e que tem a assinatura do escultor Patrizio Daniele e da artista Silvia Petrassi.

A canonização do Papa Paulo VI foi presidida pelo Papa Francisco, no Vaticano, no dia 14 de outubro último, numa cerimónia onde foram elevados aos altares outros seis santos, incluindo o cardeal salvadorenho Óscar Romero.

Durante a celebração, Francisco destacou Paulo VI como um pontífice que continua a exortar hoje a humanidade, à boa maneira do “Concílio de que foi sábio timoneiro”, a que “viva a sua vocação comum: a vocação universal à santidade; não às meias medidas, mas à santidade”.

O Papa Paulo VI, de seu nome Giovanni Maria Montini, liderou a Igreja Católica entre 1963 e 1978, período em que encerrou o Concílio Vaticano II.

O novo santo foi o primeiro Papa a fazer viagens internacionais, entre as quais uma visita a Fátima, a 13 de maio de 1967.

JCP

Partilhar:
Share